Visitação de Maria a Isabel

A Palavra de Deus

Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho
e dirigiu-se apressadamente para a montanha,
em direção a uma cidade de Judá.
Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel.
Quando Isabel ouviu a saudação de Maria,
o menino exultou-lhe no seio.
Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz:
“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.
Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?
Na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos
a voz da tua saudação,
o menino exultou de alegria no meu seio.
Bem-aventurada aquela que acreditou no cumprimento
de tudo quanto lhe foi dito da parte do Senhor”.
Maria disse então: “A minha alma glorifica o Senhor
e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador…”.

Lc 1,39-45.56

A palavra de Santo António

Bendito é o fruto do teu ventre.

Lê-se no Cântico dos Cânticos: “O seu fruto é doce à minha boca”.
Este fruto foi doce no início, no meio e no fim: foi doce no útero, doce no presépio, doce no Batismo, doce no deserto, doce na palavra, doce no patíbulo, doce no milagre, doce montado no burrinho,
doce no açoite, doce no sepulcro, doce no inferno, doce no céu.
Ó doce Jesus! Que coisa há mais doce do que tu? Quem é, pois, Jesus, senão o Salvador?
Portanto, querido Jesus, pelos teus méritos:
Tu que deste início à doçura, isto é, à fé, concede-nos também a esperança e a caridade,
para que, vivendo e morrendo nelas, mereçamos chegar a Ti.

“De nada vos serve levantar mais cedo e deitar mais tarde, para comerdes o pão das canseiras,
pois Ele o dá aos seus amigos, enquanto dorme. Olhai! Os filhos são a herança do Senhor;
o fruto das entranhas é a recompensa.” (Sal 126, 2-3).

Chamam-se amigos os que estão unidos duplamente.
Quando, portanto, depois do trabalho, dá o sono e o descanso aos seus amigos,
àqueles que estão ligados com os vínculos do duplo amor: eis a herança do Senhor!…
a recompensa do Filho Jesus Cristo, a recompensa da Paixão que o Pai Lhe deu: fazer dos seus amigos, aqueles que estão ligados a Ele no amor a Deus e ao próximo, os seus herdeiros no reino de Deus..
Este Filho é o fruto do ventre virginal: “Bendito é o fruto do teu ventre”.

Sermões de Santo António

Aprofundemos

Santo António não comenta diretamente o Evangelho da Visitação (Lc 1, 39-56); no entanto, fala dele em várias passagens dos Sermões que comentam a saudação de Isabel: “Bendito é o fruto do teu ventre”. Propomos três passagens:

A primeira está relacionada com o Cântico dos Cânticos (2,3): “O seu fruto é doce para a minha boca”.
António sublinha a doçura do Filho da Virgem em todos os grandes momentos da sua vida terrena, desde a Encarnação no ventre de Maria até à sua Ascensão ao céu. É uma doçura ligada ao nome do Salvador, que infunde em nós fé, esperança e caridade para viver, morrer e chegar até Ele.

A segunda é a herança que o Pai lhe oferece como recompensa pela sua Paixão: fazer dos seus amigos, aqueles que estão ligados a Ele com o duplo amor a Deus e ao próximo, os seus herdeiros no reino de Deus.
Também nós fazemos parte desta herança, se nos amarmos e vivermos as belas realidades da fé, da esperança e da caridade. São realidades que, infelizmente, grande parte do nosso mundo perdeu.

A terceira passagem: “Ó doce Jesus! Que coisa há de mais doce do que vós?” interpela-nos diretamente. Que frutos procuramos na nossa vida? Os que a mentalidade do nosso tempo nos propõe, os que estão na moda, ou coisas mais substanciais, como suportar os momentos difíceis, rejeitar toda violência, proteger o amor verdadeiro, ajudar quem sofre e fazer reinar a paz?

Talvez, como sugere o nosso Santo, precisemos de nos tornar humildes, como o Filho de Maria que na Encarnação estabeleceu em nós a morada da fé: “A minha alma engrandece ao Senhor”, porque o grande, que se fez pequenino e humilde, o santo que santifica Israel, está no meio de ti, isto é, no teu ventre.

Foto da capa: Óleo sobre madeira A Visitação, Pontorno, 1528-1529, Igreja de São Francisco e São Miguel, Carmignano, Florença, Itália. Foto The Torck Project (2022) |Commons Wikimedia.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: