Réplicas da Cruz da JMJ nas Dioceses de Portugal

Para lembrar a passagem dos símbolos pelas dioceses e incentivar os jovens a “ir mais além”, a Fundação JMJ Lisboa 2023 está a oferecer uma réplica da Cruz da JMJ a cada comunidade diocesana.

São já sete as Dioceses portuguesas (Algarve, Beja, Évora, Portalegre-Castelo Branco, Guarda, Viseu e Funchal) que receberam uma réplica da Cruz da JMJ, um dos Símbolos oferecidos por São João Paulo II aos jovens de todo o mundo. O grande objetivo é que a presença desta réplica mantenha viva a memória da passagem dos Símbolos e, nas palavras de Dom Américo Aguiar, Presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, “fazer com que cada um assuma a cruz da Jornada em si, no que é a programação da pastoral para a JMJ, transportando a réplica da Cruz”.

A réplica reproduz fielmente a Cruz Peregrina da JMJ, quer na sua dimensão quer no material de construção, bem como nos elementos que constituem o conjunto – a base em ferro, pintada com o logótipo da JMJ Lisboa 2023 e a placa em metal com as palavras do Papa João Paulo II gravadas.

A réplica da Cruz Peregrina é constituída por um eixo vertical com 3,70m e um eixo horizontal com 1,75m, pesando cerca de 35 kg.

A produção das réplicas está a cargo da empresa portuguesa Publipro e o processo de fabrico de cada cruz tem uma duração aproximada de 4 dias, compreendendo o corte, a contra colagem e os acabamentos. São feitas com madeira de casquinha (pinho nórdico), uma madeira leve e fácil de trabalhar. No final do processo, são envernizadas de forma a conferir a cor e a garantir uma maior durabilidade.

%d blogueiros gostam disto: