Peregrinação penitencial ao Canadá

A viagem ao Canadá foi diferente de qualquer outra, porque foi uma peregrinação penitencial. Um caminho de reconciliação e de cura, que pressupõe conhecimento histórico, escuta dos sobreviventes, consciência e sobretudo conversão e mudança de mentalidade.
(…) Deste percurso de memória, reconciliação e cura, nasce a esperança para a Igreja, no Canadá e em toda a parte. (…) Hoje, também, está presente, sob várias formas, a mentalidade colonizadora que ameaça as tradições, a história e os laços religiosos dos povos, nivelando as diferenças, concentrando-se apenas no presente e negligenciando frequentemente os deveres para com os mais débeis e frágeis.
É preciso recuperar um equilíbrio saudável, recuperar a harmonia entre modernidade e culturas ancestrais, entre secularização e valores espirituais. É preciso caminhar juntos na história entre memória e profecia, semeando uma fraternidade universal, que respeite e promova a dimensão local com as suas múltiplas riquezas.

Papa Francisco: discurso na Audiência Geral de 3 de agosto de 2022

Foto da capa: Papa Francisco durante um encontro com indígenas para uma oração silenciosa no cemitério de Maskacis, uma cidade 100 Km a sul de Edmonton. A visita de cinco dias foi a primeira visita papal ao Canadá em 20 anos. Foto EPA/CIRO FUSCO, 25 de julho de 2022.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: