O Pinheiro de Santo António

São várias as referências à presença de Santo António na região do Oeste. É provável que tenha percorrido aquela região nas suas deslocações, sobretudo quando ainda Fernando de Bulhões pediu transferência do Mosteiro de São Vicente de Fora em Lisboa para o Mosteiro de Santa Cruz em Coimbra ou, já como frei António, quando decidiu partir de Portugal para evangelizar no norte de África, seguindo os passos dos cinco mártires de Marrocos.

É também possível que tenha percorrido a região de Nazaré e, dada a sua particular devoção Mariana, tenha visitando o Sítio, onde já se venerava a imagem de Nossa Senhora numa capela mandada construir por D. Fuas Roupinho para perpetuar o milagre que o salvara.

Seja como for, mais de 800 anos depois, ainda permanece a memória da passagem de Santo António por algumas localidades em histórias que a tradição fixou em lendas que são passadas de geração em geração e que testemunham a importância e popularidade deste santo português.

É o caso da lenda do Pinheiro de Santo António, que decorreu em Alpedriz, antiga freguesia de Alcobaça.

Lenda do Pinheiro

Existe em Alpedriz um enorme pinheiro manso, de aspeto secular, conhecido pelo Pinheiro de Santo António. Rezam as antigas lendas que um dia Santo António, numa deslocação de Lisboa para Coimbra, cuja estrada passava por Alpedriz, ali terá plantado aquele pinheiro.

Outra lenda, porém, afirma que o Santo na sua viagem parou em Alpedriz e descansou à sombra do referido Pinheiro. O que se passou ao certo não se sabe: a lenda contudo ficou na memória do povo que diz que mais tarde alguém pensou em cortar o pinheiro, mas não conseguiu e ele ficou de pé. Tentaram pegar-lhe fogo, mas, o pinheiro não ardeu, embora tenha ficado com alguns sinais que são tidos como vestígios dessas ações.

A resistência da árvore foi tida como um milagre de Santo António e a fé da população no Santo crescia graças a estes feitos. À volta dessa lenda nasceu uma capela também esta dedicada a Santo António.

Capela de Santo Antonio, Alpedriz
Capela de Santo Antonio, Alpedriz

Ainda hoje no adro da capela encontramos vestígios de um grande tronco de uma velha árvore que não resistiu ao tempo, mas outro pinheiro perpetua a presença do Santo e celebra a devoção popular.

%d blogueiros gostam disto: