O mundo e a Igreja: que futuro?

O espaço semanal de crónica no Diário de Notícias constitui, para o professor e presbítero Anselmo Borges, um autêntico espaço de reflexão humana, teológica e filosófica, no qual os acontecimentos da Igreja e do Mundo são lidos à luz da sabedoria, quer dos grandes filósofos e pensadores, quer do Evangelho.

Neste livro reúnem-se as crónicas que, nos últimos anos, se debruçaram sobre o acontecimento marcante de uma era, a Covid-19. Esta ameaça à vida e à saúde situa-se num conjunto mais vasto de fenómenos que põem em risco o horizonte do humano e das suas relações, como a crise ambiental, o progresso tecnológico e o exercício político desligados da reflexão ética, a exploração económica e laboral. Mas Anselmo Borges não se isenta do difícil e exigente combate da linguagem e do pensamento com aquelas que são as grandes e permanentes questões do ser humano: o sofrimento, a morte, os holocaustos da história, o ateísmo e Deus, o sentido da vida. A Igreja e, em particular, a esperança desencadeada pelo ministério do Papa Francisco recebem do Autor uma atenção especial, na liberdade de pensamento e expressão que o caracterizam e que constituem um verdadeiro serviço eclesial entre nós: uma pastoral do pensamento. Tudo na brevidade e concisão exigidas pelo texto de uma crónica. A concluir, uma Palavra final de esperança e de síntese com o sugestivo título Tudo e todos interligados.

Perguntamos: Porquê? Porque é que há algo e não nada? Por outras palavras: porque é que houve o ‘Big Bang’? Outro modo de perguntar: qual o Fundamento Último de tudo, deste processo gigantesco? Na raiz, o quê ou quem nos vincula? Perguntamos também: para onde vamos? Para onde queremos ir? Que futuro? Face ao futuro, é essencial pensar.

Autor: Anselmo Borges
Edição: Gradiva
Páginas: 480

%d blogueiros gostam disto: