NINGUÉM PODE SALVAR-SE SOZINHO

As variadas crises morais, sociais, políticas e económicas que estamos a viver encontram-se todas interligadas e os problemas que consideramos como singulares, na realidade, são causa ou consequência de outros. E assim somos chamados a enfrentar, com responsabilidade e compaixão, os desafios do nosso mundo. Precisamos voltar ao tema da garantia da saúde pública para todos; promover ações de paz para acabar com os conflitos e as guerras que continuam a gerar vítimas e pobreza; cuidar de forma concertada da nossa casa comum e implementar medidas claras e eficazes para fazer face às alterações climáticas; combater o vírus das desigualdades e garantir alimento e trabalho digno para todos, apoiando quantos não têm sequer um salário mínimo e passam por grandes dificuldades. Fere-nos o escândalo dos povos famintos. Precisamos de desenvolver, com políticas adequadas, o acolhimento e a integração, especialmente em favor dos migrantes e daqueles que vivem como descartados nas nossas sociedades. Só empenhando-nos nestas situações, com um desejo altruísta inspirado no amor infinito e misericordioso de Deus, é que poderemos construir um mundo novo e contribuir para edificar o Reino de Deus, que é reino de amor, justiça e paz.

Mensagem do Papa Francisco para o 56º Dia Mundial da Paz, 01.01. 2023
%d blogueiros gostam disto: