Jesus segundo o Novo Testamento

O Novo Testamento permanece ainda ausente dos ritmos diários dos cristãos. Como se o seu acesso fosse interdito pelo receio do encontro com uma linguagem diferente ou pelo sentimento de pouca utilidade que o texto nos possa proporcionar. A perda é imensa: é o núcleo vital do ser cristão que perde a sua densidade.

Nesta belíssima obra, James Dunn – biblista britânico que dedicou a sua vida ao estudo da história do primeiro século do Cristianismo – proporciona ao leitor uma viagem através dos diversos escritos do Novo Testamento, neles buscando os traços da mensagem e da vida de Jesus. Graças a uma escrita simples e coloquial, o leitor dar-se-á conta da imensa riqueza e pluralidade presente nestes breves escritos, entre Evangelhos e Cartas, dando-se conta de que a experiência cristã fala a diversas vozes, unidas nos laços da Última Ceia e do Mandamento Novo. O rosto e a identidade de Jesus é-nos apresentado como um puzzle, no qual a junção das diversas peças nos proporciona um acesso à sua história que ilumina e revela a nossa vida. Somos convidados a conhecer e mergulhar numa história de salvação cujo núcleo palpitante é Jesus de Nazaré, o Ressuscitado; uma história capaz de alimentar o caminho quotidiano e difícil dos discípulos e comunidades de hoje.

Para os cristãos, claro, uma das caraterísticas mais notáveis da história de Jesus é que a história ainda não está, de modo algum, terminada. O impacto que Jesus teve, inicialmente, no princípio do primeiro século desta era continua a exercer influência. Hoje, os cristãos proclamam, de modo mais espontâneo, que o impacto de Jesus não é, simplesmente, uma sequência de acontecimentos na história, nem, simplesmente, de ensinamentos dados vinte séculos atrás e com persistentes significado e poder.

Título: Jesus segundo o Novo Testamento
Autor: James Dunn
Edição: Paulus
Páginas: 296

%d blogueiros gostam disto: