fbpx

2. Uma boa notícia dirigida a todos

Deserto-Saudade, Enrique Mirones, Mosteiro de Santa Maria de Sobrado, Galiza

A presença de Deus no nosso ser mais profundo é uma presença de Amor, pois Deus é Amor (1 Jo 4, 5). Tal significa que o mistério de Deus que nos habita e atravessa não se confunde com as vozes que levamos dentro de nós, vozes de medo, de juízo, de remorso, de sermos traídos na nossa confiança. A presença vivificante de Deus torna-se uma energia vivificante, renovadora, sanadora, capaz de iluminar com a luz pascal as escuridões dos nossos sepulcros. Tal é o mistério de fé que subjaz na difícil e bela arte da meditação cristã.

1. Das Avé Marias à neurociência

Deserto-Saudade, Enrique Mirones, Mosteiro de Santa Maria de Sobrado, Galiza

Adelaide Miranda e Rui Pedro Vasconcelos No início havia o Ser humano… … E o ser humano, a par do pensamento rápido, de ação-reação que lhe permite sobreviver num ambiente …

Ler mais1. Das Avé Marias à neurociência

Os verbos da salvação: 3. Caminhar

O Homem que caminha, de Alberto Giacometti, Fundação Louisiana (foto joaquim félix)

João Paulo Costa,presbítero da Arquidiocese de Braga e investigador na área da filosofia Tal como a Quaresma, com a sua memória do caminhar do Povo bíblico no deserto, também o …

Ler maisOs verbos da salvação: 3. Caminhar

Os verbos da salvação: 2. Perdoar

Foto: Jeremy Bishop | Unsplash.

Um verbo difícil, exigente, que deixa marcas na pele, que não anula o que somos e vivemos – a nossa memória, as feridas, os sacrifícios. Um verbo que povoa as …

Ler maisOs verbos da salvação: 2. Perdoar

%d blogueiros gostam disto: