Estou? Quem fala?

Santo António em MontePaolo, Ilustração de Luca Salvagno

Nesta altura da história, as coisas já não são tão claras e óbvias. A Palavra de Deus que António tinha aprendido a compreender nas ricas bibliotecas dos mosteiros portugueses, será ainda a mesma, aqui e agora?

As palavras do silêncio

As palavras do silêncio. Ilustração: Luca Salvagno

O silêncio e a solidão geram a possibilidade de acolher e ouvir, permanecendo sem palavras diante do mistério do outro, criando um espaço e um tempo de plenitude, propícios para esperar com confiança pela palavra que nos “contém” e garantir que as relações não nos enredam num atordoamento vazio.

A graça do encontro

Encontro entre São Francisco e Santo António, na primavera de 1221, no Capítulo das Esteiras, em Assis. Ilustração de Luca Salvagno.

Na Úmbria, a primavera já adivinhava o verão. Apesar da frescura da espessa floresta que rodeava a pequena igreja de Santa Maria dos Anjos, no sopé da colina de Assis, …

Ler mais

Gente das periferias

Luca Salvagno, Gente das Periferias

Santo António nasceu no “centro” da cidade, de família nobre, pertenceu a uma ordem religiosa de renome, com abadias ricas e uma vida invejável. Mas, ao tornar-se franciscano, muda-se literalmente para as periferias.

Um passeio no bosque

Um passeio no bosque, ilustração de Luca Salvagno

De António e Francisco aprendemos que a criação é uma metáfora da recomposição, da reunificação e da fraternidade. Contemplemos mais uma etapa da viagem de António para Pádua, passando pela …

Ler mais

É comigo, também!

A escuta profunda e atenta de Deus é a premissa para a indignação e só a indignação que brota dessa escuta é evangelicamente capaz de desmascarar o “bezerro de ouro” de cada circunstância. Ilustração: Luca Salvagno.

A escuta profunda e atenta de Deus é a premissa para a indignação e só a indignação que brota dessa escuta é evangelicamente capaz de desmascarar o “bezerro de ouro” de cada circunstância. Ilustração: Luca Salvagno.

De novo a caminho

António acolhido na costa da Sicília, ilustração de Luca Salvagno

António fez-se tudo para todos.

A dureza do caminho

Ilustração de Luca Salvagno | Messaggero di Sant'Antonio

Depois de todos os seus projetos fracassados, António parte da Sicília, onde tinha naufragado no regresso de Marrocos, em direção a Assis, para se encontrar com Francisco.

Parar é morrer

Santo António Naufrágio na SIcília, ilustração de Luca Salvagno

O Senhor deu-me irmãos Provavelmente, Frei António, quando ainda era o cónego Fernando, membro da venerável e erudita ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, isto é, quando não lhe …

Ler mais

Quem não dá o salto não é santo

Santo António e os Mãrtires de Marrocos, de Luca Salvagno

A juventude leva a escolhas radicais, sendo habitada por grandes desejos e paixões. Foi o que aconteceu a António que, aos 25 anos, decidiu morrer mártir. Certo dia, discípulo perguntou …

Ler mais

%d blogueiros gostam disto: