Apoio a Estudantes e Investigadores Refugiados

Caros amigos do Mensageiro de Santo António,

Hoje queremos dar voz a uma carta recebida da nossa querida colaboradora Inês Espada Vieira, cujos artigos tanto apreciamos.

É um apelo à solidariedade para com estudantes migrantes e refugiados. Sabemos como os tempos são difíceis para todos, mas também sabemos que só os pobres sabem ser solidários. Transcrevemos, por isso parte da carta da nossa amiga Inês, apelamos à vossa generosidade e damos algumas informações sobre o Fundo de Apoio Social Papa Francisco que canaliza estes donativos para aqueles que realmente deles precisam.

CARTA DA NOSSA COLABORADORA E AMIGA, Inês Espada Vieira

Venho ao vosso encontro com um mail pessoal, que é (con)sequência de uma tarefa profissional que me foi entregue: a coordenação da Iniciativa de Apoio a Estudantes e Investigadores Refugiados na Universidade Católica Portuguesa (UCP).

Há muitos anos que a UCP apoia estudantes refugiados. No ano letivo de 2022/23, a Católica abriu um concurso especial para estudantes em situação de emergência humanitária, tendo admitido aos seus cursos em Lisboa, Porto e Viseu, estudantes de sete nacionalidades diferentes, a maioria deslocados da guerra na Ucrânia, mas também de outros conflitos.

Mudei-lhes os nomes, mas apresento-vos algumas destas pessoas: o Alexei, pai de família numerosa, com mestrado em Gestão, que quis tirar alguma coisa de positivo da experiência da guerra e se candidatou a Microbiologia, cumprindo assim um sonho de criança; a Oksana, que veio com a mãe e o gato para Lisboa, onde acabou por terminar o Secundário à distância, e que estuda Ciência Política e Relações Internacionais, ao mesmo tempo que trabalha para poder ajudar a pagar o alojamento; o Ivan, menor de idade e por isso pôde sair do país, é agora estudante de Filosofia, Política e Economia. Contou-nos a tia, agradecida: “os pais dele na Ucrânia ainda nem acreditam”; a Alexia, russa, refugiada no Porto por medo de viver em Moscovo e continuar a exprimir livremente a sua opinião, escolheu Gestão; a Aminah continua a ouvir o barulho das bombas que caiam em Damasco e que lhe interrompem o sono em Lisboa, enquanto cuida do filho pequeno e estuda Serviço Social para vir a “ajudar as mulheres”; a Farida, que um dia será médica dentista e que não quer voltar ao Irão; ou a Katia, estudante de Comunicação, para quem as fronteiras importam pouco, sobretudo no coração, já que é casada com um ucraniano. Todas estas pessoas enfrentam não só o trauma da guerra como as dificuldades de integração.

Estou muito orgulhosa do que já foi feito para a admissão destes estudantes aos nossos cursos, mas sei que ainda há trabalho de apoio e acompanhamento para fazer, sei que as necessidades são variadas e por vezes inesperadas. Para estes jovens, arrancados à força das suas terras, das suas famílias e das suas vidas, ser estudante universitário é mais do que pensar numa carreira de futuro: é sobretudo reencontrar a sua identidade no presente.

Queridos Amigos e querida Família, venho apresentar este projeto concreto e convidá-los a apoiá-lo, fazendo um donativo ao Fundo de Apoio Social Papa Francisco. A doação ao Fundo permite aos beneméritos, pessoas singulares, empresas ou organizações, usufruir dos benefícios fiscais previstos na lei, e destina-se a apoiar estudantes migrantes e refugiados carenciados.

Não há valor mínimo (nem máximo, já agora 😉) para os donativos, que podem ser feitos para o seguinte NIB 0033.0000.00273545627.05   Uma vez feito o donativo, podem enviar mail para a minha colega, Inês Romba, que dá seguimento ao assunto: inesromba@ucp.pt

Fico à disposição para continuar esta conversa que, como é óbvio, podem ignorar porque sei como são muitas as solicitações. Mas, também como é óbvio, tenho esperança de que a acolham com a generosidade que lhes conheço.

Beijinhos Inês 

Fundo de Apoio Social Papa Francisco – O que é?

Fundo de Apoio Social Papa Francisco

No ano do seu cinquentenário, a Universidade Católica Portuguesa (UCP) decidiu homenagear Sua Santidade o Papa Francisco,
com a constituição de um Fundo de Apoio Social, de âmbito nacional, destinado a permitir o acesso aos seus cursos por parte de alunos especialmente carenciados, de migrantes e de refugiados.

Os subsídios em dinheiro podem ser concedidos para a aquisição de livros e outro material escolar; para custear refeições; despesas com alojamento; vestuário ou transporte, fazer face a despesas com doença, conceder bolsas de estudo; redução ou isenção de propinas; taxa de inscrição; apoio jurídico a alunos que dele careçam; e apoio psicossocial.

Os migrantes e refugiados que reúnam as condições académicas necessárias e que pretendam radicar-se em Portugal constituem destinatários prioritários do Fundo.

Os beneficiários do Fundo assumem o compromisso moral de, após a conclusão do ciclo de estudos e em moldes a acordar nessa ocasião, reporem os montantes recebidos dentro das suas condições económicas, de forma a beneficiar outros estudantes.

Poderão contribuir para o Fundo quaisquer entidades, públicas ou privadas, portuguesas ou estrangeiras.
Alunos, antigos alunos, docentes, colaboradores e amigos da UCP. As doações podem ser realizadas em forma de dinheiro, bens, imóveis, e heranças, desde que não sujeitos a condições ou a encargo que contrariem o seu objeto e os seus fins.

Donativos para o NIB: 0033.0000.00273545627.05
Enviar comprovativo para inesromba@ucp.pt

MAIS INFORMAÇÕES EM:
Gabinete de Desenvolvimento e Media Relations Universidade Católica Portuguesa
+351 217 214 050 | development@ucp.pt

%d blogueiros gostam disto: