Desafios da Educação – 1

A promoção da liberdade, a edificação da paz e a erradicação do trabalho infantil são apenas alguns dos desafios que se colocam, hoje, à missão de educar.

ESPECIAL setembro 2021 – Juan Ambrosio (Coordenação)

Introdução

Esta edição do Mensageiro de Santo António chega às mãos dos nossos queridos leitores em setembro. Como quase todos os setembros, também este vem carregado de promessas e desafios. Muitas das nossas atividades, que estiveram num modo de pausa, retornam agora aos seus ritmos normais.

Somos desafiados, com as eleições autárquicas, a rever a vida das nossas comunidades, sendo convocados a dizer quem queremos à frente da gestão das mesmas, o que é uma oportunidade importante para assumirmos também as nossas responsabilidades a esse nível; e, sobretudo, aguardamos ansiosamente que a luta contra a pandemia esteja já a um nível que nos permita o exercício da vida de um modo diferente.

Será que é este o setembro que vai possibilitar as mudanças que queremos, tanto a nível pessoal como comunitário?

Se bem que nem tudo esteja nas nossas mãos para alcançarmos o que queremos, a verdade é que muita coisa está mesmo nelas, ou seja, muito do que queremos que aconteça, depende daquilo que formos capazes de fazer para que isso mesmo aconteça.

Não tenhamos ilusões, o que desejamos, para nós e para os outros, muito dificilmente acontecerá por acaso, tendo de ser o resultado de uma tarefa assumida e querida. Daí a importância de pensarmos bem aquilo que queremos e a necessidade de nos prepararmos bem para isso mesmo.

Nesse sentido, o desafio da educação, pode ser adjetivado como sendo um dos desafios mais fundamentais que temos pela frente.

João Samson (e os netos), 59 anos, ex-combatente da Renamo, Moçambique. Foto 2021 ANDRÉ CATUEIRA/LUSA.
João Samson (e os netos), 59 anos, ex-combatente da Renamo, Moçambique. Foto 2021 ANDRÉ CATUEIRA/LUSA.

Muito do que quisermos ser e construir, enquanto humanidade, passa definitivamente pelo que formos capazes de fazer ao nível da educação. E se isso é assim em todos os tempos, mais o é naqueles, como este em que vivemos, em que intuímos estarem a concretizar-se grandes mudanças.

Este setembro (estes tempos) pode(em) mesmo ser muito importantes, por isso partilhamos com os nossos leitores alguns desafios que se levantam ao nível da educação. A promoção da liberdade, a edificação da paz e a erradicação do trabalho infantil são, nesta linha, realidades fundamentais, sem as quais não será possível fazer acontecer as mudanças que queremos e de que estamos necessitados.

Foto da capa: Regresso às aulas, em Coimbra, setembro 2020. Foto PAULO NOVAIS/LUSA.

Valorizamos a opinião dos nossos leitores...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: