fbpx

O céu seja para ti o pobre

A Palavra de Deus

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Tende cuidado em não praticar as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Aliás não tereis nenhuma recompensa do vosso Pai que está nos Céus. Assim, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti,
como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem louvados pelos homens.
Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa.
Quando deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita, para que a tua esmola fique em segredo; e teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa”.
[…]
“Quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, para que os homens não percebam que jejuas; e o teu Pai, que vê no oculto, te dará a recompensa”.

Mt 6, 1.16-18

A palavra de Santo António

Diz-se nas ciências naturais que a saliva do homem em jejum faz mal aos animais venenosos.
Eis o remédio que matou a serpente, o diabo, e restituiu o paraíso perdido pela gula.
Jejuai, portanto, se quereis vencer o diabo e que vos seja restituída a graça perdida.

Mas quando jejuais, não fiqueis tristes como os hipócritas, isto é, não ostenteis o jejum com a tristeza do rosto: Jesus não proíbe a virtude, mas o simulação da virtude. O hipócrita é humilde no rosto, vil no vestido, melífluo na voz, mas lobo no entendimento. O hipócrita jejua para adquirir louvores; o avarento, para encher a bolsa; o justo, porém, para agradar a Deus.

Lava o teu rosto.
As mulheres, quando querem sair em público, põem-se ao espelho, e se encontram qualquer mancha no rosto, lavam-no com água. Fixa, tu também, o teu olhar, no espelho da tua consciência, e se encontrares aí manchas de algum pecado, aproxima-te da fonte da confissão. Com efeito, quando o rosto corporal se lava com lágrimas, na confissão, torna-se luminoso o rosto espiritual.

Esmola, em grego, significa misericórdia. O céu seja para ti o pobre; põe nele o teu tesouro.
Sermão da Quarta feira de Cinzas

Aprofundemos

Na Quarta-feira de Cinzas começa o tempo da Quaresma que prepara a nossa mente e o nosso coração para receber a vida que Jesus nos traz com a sua Ressurreição, na manhã da Páscoa. É um tempo de purificação dos sentimentos e desejos que nos afastam de Deus, centrando-nos apenas em nós próprios, e de oração que nos treina a pensar, amar e falar como nos ensina Jesus no Evangelho. É um período de renúncia, de luta contra o mal, de escuta da Palavra de Deus e de serviço amoroso ao próximo.

Santo António descreve este período com a imagem do médico e com um ensinamento de grande valor.

O médico e a moeda
O médico, diz São Gregório Magno, trata as doenças com os seus opostos. Jesus cura-nos de três doenças: o desejo da gula, que ofende os que passam fome, com o jejum; o desejo de possuir, que humilha os pobres, com a esmola; o desejo de parecer grandes, que despreza os humildes, com a pergunta: quem sou eu, diante da minha consciência e de Deus? Quem busca louvores, prostitui as suas obras. Na verdade, seria um louco, aquele que quisesse trocar uma moeda de ouro por um pedaço de chumbo, vender um tesouro ao preço da chuva!

Na praça ou em segredo
Quando jejuas, dá esmola ou faz uma obra de caridade, diz ainda António, sem tocar a trombeta para chamar a atenção. Entra no segredo do teu coração, jejua, ajuda os pobres, ama o teu próximo por amor a Deus; e Deus, que vê no segredo do coração, te recompensará com o seu amor.

Foto da capa: Papa Francisco na “fonte da confissão”, Basílica de S. Pedro, Roma. Foto SIR 2016.

Valorizamos a opinião dos nossos leitores...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: