Valha-nos Santo António!

Artesanato em tempo de COVID-19
Exposição Temporária Coleção Mário Coelho

Uma das características do artesanato é a sua relação com o dia a dia das pessoas. As peças têm uma função concreta e no figurado representam-se cenas do quotidiano e da vida social e religiosa, familiares ao grupo onde são criadas.

Neste contexto, a imagem de Santo António tem presença quase obrigatória no trabalho de qualquer artesão português, seja qual for a região. De facto, Santo António será o santo mais representado no artesanato nacional, com a produção de outros santos a surgir sobretudo como resultado de devoção local ou por encomenda específica.

A produção artística e artesanal relacionada com Santo António inspira-se na figura deste frade e nos seus atributos mais comuns – hábito franciscano, livro, açucena, cruz, saco do pão e o Menino Jesus – assim como na história da sua vida e na representação de um conjunto relativamente restrito de milagres, dos inúmeros que lhe são atribuídos. Por ser um santo muito popular, a sua imagem com o Menino ao colo é facilmente reconhecida pelo público, tornando-se omnipresente em qualquer casa portuguesa.

Nuno Justino, Queluz

Este olhar dos artesãos sobre Santo António tem vindo a atualizar-se. Tal como Bordalo Pinheiro e outros caricaturistas recorreram à imagem de Santo António para a crítica social e política desde finais do século XIX, na atualidade, encontramos Santo António e o Menino Jesus nos mais diversos tipos de materiais e nas mais variadas situações e cenários. A criatividade dos artesãos faz a delícia de colecionadores e devotos. E tal como antigamente, também agora Santo António acompanha o devoto na sua vida quotidiana e vive com ele as suas alegrias e sofrimentos.

O Museu de Lisboa – Santo António apresenta atualmente uma exposição com peças do colecionador Mário Coelho que, em março de 2020, lançou o desafio aos artesãos portugueses para apresentarem, através da imagem de Santo António, o novo quotidiano imposto pela pandemia. A exposição reúne mais de 60 peças, numa surpreendente e criativa resposta de artesãos de norte a sul do país, reveladora sobretudo de uma relação especial que os portugueses têm com o santo seu conterrâneo.

Foto da capa: Santo António em tempos de COVID, Ana Franco, Mafra

%d blogueiros gostam disto: