fbpx

O Espírito Santo nos conduziu por caminhos inesperados

O Jubileu dos 800 anos dos Mártires de Marrocos e da vocação franciscana de Santo António e, …. no Jubileu, os “Diálogos com António” levaram-nos a encontrar um Bispo com o nome de Luiz FERNANDO LISBOA que nos tocou no coração.

Nada acontece por acaso! Ninguém tinha previsto, ninguém tinha programado, mas o Espírito Santo sopra onde e quando quer. 

Não queria ser demagógico, mas atrevo-me a fazer esta leitura.

Santo António e os Santos Mártires de Marrocos levaram-nos a conhecer uma terra longínqua onde há cristãos a serem mortos da mesma forma que os Santos Mártires e onde há um Bispo que, como Santo António, se tornou a voz dos que não têm voz e que nos arrastou a abraçar a mesma causa: sermos voz dos que não tem voz para que o mundo saiba!

Partilhamos do que temos para que a fraternidade seja visível.
Oramos incessantemente  para nos tornarmos um só coração e uma só alma.

No início deste Jubileu cada um de nós tinha os seus “pontos de vista”. Depois veio a COVID-19 que parecia querer dar cabo de tudo, mas o Espírito Santo veio endireitar o leme do barco e convida-nos, mais uma vez, a escutar Santo António que  nos diz: Agora cessem as palavras e falem as obras

Penso que este jubileu não podia ter desfecho melhor. Não fomos nós a escolhê-lo, foi o Espírito Santo.  Obrigado, obrigado de todo o coração pelo esforço, a dedicação e o amor de todos os que abraçaram esta causa. Um grande abraço fraterno.

Junta-te a nós…

Valorizamos a opinião dos nossos leitores...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: