fbpx

Domingo da Ascensão – 10:00h

AS IGREJAS NUNCA FECHAM, PORQUE A IGREJA SOMOS NÓS.

A Paróquia de Santo António dos Olivais, em Coimbra, transmite em directo, às 10:00 horas de cada domingo, a missa dominical concelebrada pelos freis. Continuamos a viver a Páscoa em comunhão, rezando uns pelos outros e fortalecendo a nossa fé, a nossa esperança e a nossa caridade.

Partilhe esta ligação com os amigos e conhecidos.
Visite o nosso canal no Youtube.


PALAVRA DO SENHOR

Domingo da Ascensão – ANO A

Primeira Leitura: At 1, 1-11
Salmo: 46 (47)
Segunda Leitura: Ef 1, 17-23
Evangelho: Mt 28, 16-20

Homens da Galileia, porque estais a olhar para o céu?

Jesus, que “foi elevado ao Céu”, que o Pai “fez sentar à sua direita” e que de Deus recebeu “todo o poder no céu e na terra”, faz da sua ausência física uma presença invisível, uma companhia para os seus discípulos: “Estou convosco todos os dias, até ao fim do mundo”. O resultado do dom da vida pelos seus amigos, os homens, é estar com eles para sempre, de modo misterioso, mas real. 

O vazio deixado pela ascensão de Jesus deve ser colmatado pelo testemunho (Act 1,8) e pelo ensinamento (Mt 28,20) dos discípulos. As duas coisas são distintas, mas estão também estreitamente ligadas. 

Ensinar significa fazer sinal, dar símbolos e chaves hermenêuticas da realidade. Mestre credível é aquele que vive na primeira pessoa, o que ensina e que vive o que ensina. A figura de mestre, oferecida pelo Evangelho, que é ao mesmo tempo mestre e ensinamento, é também a de uma testemunha: não se pode ensinar o Evangelho sem o viver. 

O Evangelho, de facto, é o mandamento deixado pelo Senhor aos seus: “Ensinai tudo o que vos tenho mandado a vós” (Mt 28,20)

(Luciano Manicardi) 

Oração – Ó Maria

Ó Maria, 

mulher e mãe, vós que tecestes no seio a Palavra divina, vós que narrastes com a vossa vida as magníficas obras de Deus. 

Ouvi as nossas histórias, guardai-as no vosso coração e fazei vossas também as histórias que ninguém quer escutar. 

Ensinai-nos a reconhecer o fio bom que guia a história. Olhai para o emaranhado de nós em que se enredou a nossa vida, paralisando a nossa memória. 

Pelas vossas mãos delicadas, todos os nós podem ser desatados. Mulher do Espírito, Mãe da confiança, inspirai-nos também a nós. 

Ajudai-nos a construir histórias de paz, histórias de futuro. E indicai-nos o caminho para as percorrermos juntos. 

(Papa Francisco) 

%d bloggers like this: