fbpx

2 mar – INOCÊNCIA – Índia: Padre James Mukalel

O Padre James Mukalel, de 39 anos, morreu na noite de 30 de julho de 2009, quando regressava à sua paróquia depois de celebrar o funeral de um paroquiano idoso, e de visitar várias famílias e um convento na cidade de Thottathady, no sul da ÍNDIA. Pertencia à Diocese de Tellichery, mas na altura trabalhava na Diocese de Belthangady.

O seu corpo foi encontrado às 6h da manhã seguinte, junto à berma da estrada, não muito longe da sua mota, nos arredores de Mangalore, no estado de Karnataka. Havia indícios de que tinha sido estrangulado. Um ano antes, mais de 20 igrejas cristãs tinham sido atacadas por fundamentalistas hindus. O seu bispo rejeitou a sugestão de que ele fora vítima de um assalto.

“O sangue do Padre James não terá sido derramado em vão. Servirá a Igreja Católica e a sua missão na Índia. Rezemos a Deus por justiça e proteção”, disse o bispo no seu funeral.

Rezemos juntos: O P. James Mukalel foi morto, na Índia, em 2009. Regressava de um funeral e de visitar algumas famílias. Tinha 39 anos. Vem em nosso auxílio, Senhor, e faz crescer em nós a confiança no Pai do Céu, que conhece a nossa fraqueza. Ensina-nos a perdoar, sem ressentimento, como os mártires perdoam e desejam o bem aos seus algozes. 

Como ajudar: O trabalho iniciado pelo Padre Mukalel continua até hoje. Desde o ano de 2011 que a Fundação AIS apoia a formação de 1493 pessoas – catequistas, padres, religiosas e jovens – na Diocese de Belthangady, na Índia. 

%d blogueiros gostam disto: