Sínodo para a Amazónia: uma voz feminina

O sínodo sobre a Amazónia já terminou e, na altura do fecho da revista, não estávamos, ainda, na posse do comunicado final.

Todavia, podemos indicar as quatro questões que preencheram os debates dos participantes: o compromisso de uma conversão ecológica para proteger a Amazónia; o tema da interculturalidade e da inculturação; a ação eclesial para garantir uma pastoral ministerial e sacramental; a necessidade de um compromisso social para tutelar os direitos humanos dos povos da região.

Por aquilo que se refere ao papel da mulher na igreja e na sociedade, referimos aqui uma passagem da intervenção da presidente da Confederação Latino-Americana dos Religiosos, Irmã Glória Liliana Franco Echeverri:

A Igreja, que tem também um rosto feminino, vive uma fase de discernimento e nós continuamos a caminhar como irmãos e irmãs, porque isso é que somos, procurando que este rosto da mulher seja cada vez mais claro. Não se trata de reivindicar o poder, mas de partir do serviço, do dom de si, do reconhecimento e da valorização de um papel específico que nós mulheres crentes temos nas nossas comunidades como teólogas, catequistas, animadoras, promotoras da caridade e da justiça.

Valorizamos a opinião dos nossos leitores...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: