Tempo da Criação

O Espírito, vínculo infinito de amor, está intimamente presente no coração do universo, animando e suscitando novos caminhos.

Laudato si’ 238

Estamos no Tempo da Criação! Este é um período intenso de vivência da nossa vocação e responsabilidade de cuidadores da criação, através da acção e da oração. Estende-se por cinco semanas, de 1 de Setembro, memória ortodoxa da criação divina,  a 4 de Outubro, dia de S. Francisco de Assis. A data de início tornou-se o Dia de Oração pela Criação, conforme foi proclamado pelo patriarca Dimitrios da Igreja Ortodoxa, em 1989, e também adoptado em 2001 pelas igrejas cristãs europeias. Em 2015, o papa Francisco determinou que a Igreja Católica aderisse igualmente a esse Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação. Trata-se, pois, de uma celebração ecuménica, a que são convidadas a juntar-se todas as “pessoas de boa vontade”.

A teia da vida

o longo deste tempo especial, temos o desafio de aprofundar a compreensão da ecologia integral, que a encíclica Laudato si’ (2015) apresentou de forma tão abrangente. Se bem que o tema deste ano seja “a teia da vida”, com incidência na questão da biodiversidade (ver Carta dos líderes religiosos), não se trata apenas de defender a Natureza e os seus equilíbrios, como ambientalistas. Na verdade, são tanto ou mais importantes a vertente social e económica, com toda a atenção às pessoas, e a vertente da espiritualidade ecológica. As mensagens do papa Francisco por ocasião do 1.º de Setembro têm sido muito marcantes, dando linhas de orientação bem incisivas, que são um desafio a cada pessoa e às comunidades cristãs a aprofundar o caminho de conversão ecológica, isto é, a “deixar emergir, nas relações com o mundo que os rodeia, todas as consequências do encontro com Jesus” (Ls 217).

No primeiro ano, o Papa chamou-lhe “oportunidade para renovar a adesão pessoal à própria vocação de cuidadores da criação, elevando a Deus o agradecimento pela obra maravilhosa que Ele confiou ao nosso cuidado, invocando a sua ajuda para a protecção da criação e a sua misericórdia pelos pecados cometidos contra o mundo em que vivemos”.  Um verdadeiro programa de vida!

Em 2016, voltou a abordar as desigualdades e injustiça e falou de arrependimento, dando uma garantia: «Deus é maior do que o nosso pecado, do que todos os pecados, incluindo os pecados contra a criação.» No ano seguinte, o papa Francisco e o patriarca ortodoxo Bartolomeu assinaram uma mensagem conjunta, que destaca pontos essenciais em que se unem todos os cristãos e, partindo de um mesmo olhar sobre a realidade, apela à responsabilidade, à solidariedade e a fazer o bem.

No ano  de 2018, o tema para o Tempo da Criação foi  destacado na mensagem do Papa foi a água, “elemento simples e precioso” e também símbolo, com significados profundos, inscritos em toda a Sagrada Escritura. E ficou uma sugestão: que o nosso compromisso seja feito “rezando como se tudo dependesse da Providência divina e agindo como se tudo dependesse de nós”.

A rede Cuidar da Casa Comum – a Igreja ao serviço da ecologia integral promoveu, no ano passado, algumas iniciativas durante as cinco semanas do Tempo da Criação. Acrescentou no site, casacomum.pt, uma secção para manter disponíveis uma série de reflexões e de orações, mais diversos conteúdos do encontro Também somos Terra (2018), que reuniu cerca de uma centena de pessoas em Almada. O encontro Também somos Terra é um momento que privilegia o convívio, na esperança e alegria, entre os  membros da Rede e os focos de conversão ecológica e outros grupos afins: há partilha de experiências e de exemplos de boas práticas no quotidiano, contagia-se determinação e empenho no cuidado da casa comum. É um dia para carregar baterias e celebrar a Criação.  

Para ficar a par destas dinâmicas, recomendamos a quem se interessar, que passe pelo site – já agora, subscreva a newsletter – e, sempre que puder, dê um salto ao Facebook, que tem sempre novas estimulantes. Deste modo, poderá conhecer esta Rede, obter informação diversa, encontrar motivação para formar um foco de conversão ecológica e, enfim, dar passos no cuidado da casa comum.

Eventos em Setembro

Neste mês de Setembro acontecem alguns eventos marcantes de âmbito mundial  que terão repercussões, mesmo que não directas, nas situações que preocupam quem está empenhado na ecologia integral:

Isto sem esquecer o Sínodo da Amazónia, em Outubro, e A Economia de Francisco, em Março 2020.

Flor de ibisco na Casa de São Francisco. Foto MSA 2019.

O Tempo da Criação é um repto a sairmos da nossa zona de conforto, a reformularmos conceitos, revermos hábitos instalados e assumirmos que nos cabe usufruir e cuidar da casa comum, sem estragar. Esse dom maravilhoso que o Criador deixou ao nosso cuidado é como se nos estivesse emprestado pelas gerações futuras…

Valorizamos a opinião dos nossos leitores...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: