Christus vivit! Cristo vive!

Uma carta aos jovens e a todo o povo de Deus para abrir de par em par as portas a Cristo “a mais bela juventude deste mundo”!

Saiu em português a Exortação apostólica pós-sinodal Christus vivit – Cristo vive. Dito de forma mais simples: o Papa Francisco, depois de todo o grande trabalho do Sínodo sobre a juventude, escreveu uma carta dirigida aos jovens e a todo o povo de Deus.

Foi-me oferecida no dia da sua apresentação oficial, a 2 de Abril, data simbólica, sendo o 14º aniversário da morte do Papa dos jovens: São João Paulo II. Estou a lê-la, aos poucos, dia após dia. Primeira reação. Se tens um filho ou uma filha… Se tens um grupo de jovens… Se tens um neto ou uma neta… Se tens uma turma na escola… Se tens uma namorada ou namorado… Se tens um amigo ou amiga jovem: oferece-lhe esta carta!

Convida-o, convida-a a lê-la, a tomar nota daquilo que suscita e debatê-la, dentro e fora da Igreja.

Cristo vive! é uma carta para ser lida pelos jovens e pelos adultos! Uma carta para continuar o processo desencadeado pelo Sínodo: escutar, dialogar, discernir, acompanhar, interagir com os jovens.

A mensagem fundamental é que Cristo traz vida, força e esperança aos jovens. Jesus Cristo quer os jovens vivos!

Apesar de muitos jovens quererem que a Igreja os deixe em paz, Francisco não desiste. Tece um diálogo com eles, cheio de empatia e confiança, desafiador.

Há jovens – escreve Francisco – que “reclamam uma Igreja… que não passe a vida a condenar o mundo. Não querem ver uma Igreja calada e tímida, nem tão-pouco que esteja em guerra por dois ou três temas que são para ela uma obsessão” (n. 41).

Falando de situações dramáticas vividas pelos jovens, sobretudo em países marcados pela guerra, o Papa afirma: “Certas realidades da vida só se veem com os olhos lavados pelas lágrimas”. E pergunta aos jovens se aprenderam a chorar por uma criança com fome, drogada, sem casa ou abandonada… deixando um desafio concreto: “Quando souberes chorar, então sim, serás capaz de fazer qualquer coisa pelos outros do fundo do coração” (n. 76).

É uma carta que até podemos ler bem cómodos no sofá, mas que não nos deixa acomodados a “olhar a vida da varanda”, como ele diz numa das tantas passagens interpeladoras. Então, se tens um jovem ao pé de ti, não receies oferecer-lhe este presente… olhando com ele para os desafios que o nosso tempo nos coloca.

1 comentário em “Christus vivit! Cristo vive!”

Valorizamos a opinião dos nossos leitores...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: