fbpx

A alegria era a voz do Senhor

Sou o Frei António e tenho 41 anos. Antes de entrar na Ordem dos Frades Menores Conventuais, trabalhava num armazém de plantas e flores. Fui sempre um católico praticante e ajudava no que era preciso na paróquia.

Em 1997, conheci uma fraternidade da Ordem Franciscana Secular, que me encheu de curiosidade. Ouvi falar de Francisco de Assis e quanto mais ouvia falar dele mais me sentia fascinado e atraído. Um dia um frade convidou-me a fazer uma experiência vocacional e participei num encontro de Jovens em Assis. Aqueles dias foram, para mim, o início de uma nova vida.

Quando regressei à minha vida quotidiana, foi como se qualquer coisa de mim tivesse ficado em Assis. Sentia necessidade de alguém que me ajudasse a ler aquilo que estava a acontecer na minha vida. Procurei falar com um frade, que começou a acompanhar-me, tornando-se o meu guia espiritual. Com ele compreendi que o tormento interior que tinha e a alegria da novidade no coração eram a voz do Senhor que me falava. Assim decidi entrar na Ordem dos Franciscanos Conventuais.

Quando manifestei aos meus pais e aos meus irmãos a intenção de me tornar frade franciscano, eles não compreenderam a minha escolha, mas, não obstante as turbulências familiares, dirigi-me ao Centro Vocacional de Copertino, onde iniciei o ano de postulantado, vivendo em comunidade com os frades, na oração, no trabalho e na alegria de estarmos juntos como irmãos, com um só objetivo: seguir Jesus segundo os passos de Francisco de Assis!

O meu caminho vocacional continuou com a etapa do noviciado, em Assis, onde ainda hoje se sente o perfume da sua santidade, precisamente no lugar onde nasceu o meu amor por São Francisco.

Continuo em Assis, mas agora no convento Franciscanum, onde, juntamente com outros frades continuamos o caminho de formação e procuramos viver em fraternidade, cada um com a própria diversidade, cultura e língua.

Agradeço ao Senhor pelo dom da vocação franciscana e por tudo aquilo que Ele faz na minha vida.

Peço a todos vós, caros leitores, que apoieis com a oração o dom das vocações. Saúdo-vos com as palavras que costumava dizer São Francisco: “o Senhor vos dê a Paz”.

1 comentário em “A alegria era a voz do Senhor”

Os comentários estão encerrado.

%d blogueiros gostam disto: