fbpx

Solidariedade com Moçambique

Estamos todos solidários com as pessoas que sofreram na pele as consequências dos maus tratos que temos infligido à nossa Mãe Terra. O Papa Francisco, no filme de Wim Wenders, afirma que se tivesse de escolher quem é o mais pobre dos pobres, escolheria a Mãe Terra: “despojá-mo-la, espoliá-mo-la e maltratá-mo-la impiedosamente”. Por isso a nossa ajuda aos irmãos de Moçambique não é uma esmola, mas uma indemnização por prejuízos causados pelo nosso mau uso dos recursos do planeta que é de todos.

Os Estados Unidos, a China, a Europa, são os grandes responsáveis pelas alterações climáticas, cujos efeitos devastadores, estão atingindo, com mais violência os países que em nada contribuíram para tal. Seria bom que quando estes países enviam ajuda humanitária pensassem que estão a pagar indemnizações devidas e não a enviar ofertas generosas. Mais, há que ter cuidado para que as ajudas dos países ditos desenvolvidos não venham a replicar e ampliar nos países de destino modelos de desenvolvimento não sustentável, sem ter em conta as especificidades da cultura e tradições locais.

Há que salvaguardar, por exemplo, à forma como se faz agricultura, evitando a cultura intensiva não sustentável ou com recurso a sementes não regeneráveis que criam novas dependências, novas formas de colonialismo e geram novos problemas. O apoio ao desenvolvimento tem que ser eticamente responsável e ecologicamente sustentável.

Como ajudar?

Temos tido vários contactos de pessoas que querem saber como podem apoiar as vítimas do ciclone Idai. Fazemos aqui uma compilação das instituições/congregações ligadas à Igreja Católica que estão a apoiar, direta ou indiretamente, as suas congregações ou parceiros no local. Fazemo-lo em sintonia com a AIIC – Associação de Imprensa de Inspiração Cristã.

Arquidiocese de Braga
A Arquidiocese de Braga vai enviar para a Arquidiocese da Beira, em Moçambique, a quantia de 25 mil euros, assim como parte do contributo penitencial e outros donativos que os arquidiocesanos de Braga façam chegar. Poderá ler aqui a Nota Pastoral por ocasião das inundações na Arquidiocese da Beira, do sr Arcebispo D. Jorge Ortiga.
Os donativos devem ser entregues nos Serviços Centrais da Arquidiocese de Braga (Rua de S. Domingos, 94B).

Arquidiocese da Beira
Pode fazer a sua contribuição diretamente para a Arquidiocese da Beira. Mais informações aqui. IBAN: M2590003020101931121021134

Cáritas “Fundo de emergências internacional”
A Cáritas Portuguesa irá apoiar através da Cáritas de Moçambique, com quem já colabora em vários projetos. Mais informações aqui. IBAN: PT50 0033 0000 01090040150 12

Fundação AIS – Ajuda a Igreja que Sofre
A Fundação AIS também apoia, aliás, fomos os primeiros a apoiar como pode testemunhar o próprio Arcebispo da Beira https://youtu.be/L45ldyR53lY
A Fundação AIS enviou uma primeira ajuda de emergência para Moçambique, no valor de 30 mil euros, para apoiar as populações atingidas pelo ciclone Idai. Mais informações aqui
Os donativos podem ser feito através do NIB: PT50 0269 0109 0020 0029 1608 8  

Fundação Gonçalo da Silveira (FGS) – Emergência Moçambique 2019
A FGS está em contacto com os Jesuítas no Zimbabué e na Beira, Moçambique para fazer um diagnóstico das necessidades. Mais informações aqui.
A VIDA, a FEC – Fundação Fé e Cooperação e a FGS – Fundação Gonçalo da Silveira estão a preparar um programa de intervenção pós-emergência com a duração de 5 anos, em estreita articulação com a Cooperação Portuguesa, que pretende trazer normalidade às crianças e famílias afetadas na província de Sofala pela passagem do Ciclone Idai.
IBAN: PT50 0036 0000 9910 59181487 7

Missionários Dehonianos – Província Portuguesa Sacerdotes Coração de Jesus
Os Dehonianos estão a apoiar as suas missões na Beira, em contacto com o Arcebispo da Beira, Dom Claudio Dalla Zuana, Dehoniano. Mais informações aqui.
IBAN: PT50 0018 2055 0199 0710 0200

Missionários Combonianos
Os missionários combonianos apoiam as suas missões, duas na diocese de Beira, em Moçambique, e quatro no Malawi. Mais informações aqui.
IBAN: PT50 0007 0059 0000 0030 0070 9

Missionários Espiritanos
Os Espiritanos apoiam a sua missão e casa de formação na Beira, que ficaram muito danificadas. Mais informações aqui.
IBAN: PT50 0010 0000 1394 2610 0017 7

Sopro – SOS Beira – Seja um SOPRO de Esperança
A Sopro apoia os seus parceiros na Beira, em Moçambique, os Irmãos de La Salle Moçambique e dos amigos de ESMABAMA. Mais informações aqui.
IBAN: PT50 0036 0096 99100095189 45

Rosto Solidário – Solidariedade Passionista com Moçambique
O montante angariado será entregue à Igreja Católica Moçambicana, na pessoa de D. Luiz Fernando Lisboa – Secretário da Conferência Episcopal de Moçambique, Bispo de Pemba e Missionário Passionista. Mais informações aqui.
IBAN: PT50 0036 0095 9910 0047 9506

Outras organizações

Existem também organizações da sociedade civil que trabalham diretamente ou em colaboração com parceiros locais, como:
AMI
Cruz Vermelha Portuguesa
HELPO
UNICEF

%d blogueiros gostam disto: