fbpx

O que procuram os jovens?

Senhor Padre, tenho nove netos, quase todos na universidade ou a começar a trabalhar. Doí-me muito e zango-me sempre com eles, porque abandonaram a Igreja e a Missa. Passam as noites de sábado fora e o domingo quase sempre a dormir. Não percebo, não os vejo felizes, mas não os consigo convencer a voltar à igreja. Rute

Cara leitora, é uma realidade que podemos constatar. Muitos dos nossos jovens estão longe da Igreja.

No meu trabalho com os jovens sinto que são muitas as dificuldades e as dúvidas deles. Têm dificuldade em enquadrarem a fé no seu dia a dia e muitos afastaram-se. Vão a outros lugares à procura da felicidade, mas quando voltam da noite não vejo o brilho da felicidade nos seus olhos.

As dificuldades deles são uma herança da nossa sociedade. Não os podemos julgar, porque, inúmeras vezes, somos nós que não sabemos transmitir esta alegria. Eles afastam-se porque não encontram nas nossas Igrejas uma comunidade que os acolhe, que os escuta, que lhes dá espaço… Quantas vezes o que encontram nas nossas comunidades são divisões, discórdias, intrigas, pessoas que querem puxá-los para o seu grupinho, pessoas que os querem fazer à sua imagem e semelhança.

Se por um lado devemos constatar e ficar tristes porque muitos jovens se afastam, por outro lado devemos bater no peito, fazer o nosso exame de consciência. Talvez a culpa não seja deles ou não seja só deles, porque não encontram cristãos capazes de os motivar, de os apaixonar, de lhes dar a conhecer Aquele que é o Único capaz de matar a sua sede, Jesus Cristo.

Convido a leitora a fazer este exame de consciência, a dar testemunho da sua relação com Jesus Cristo e da importância que Ele tem na sua vida. Se Jesus Cristo tiver lugar nos nossos corações, depois Ele fará o resto.

%d blogueiros gostam disto: