Ecos de Amor

Um destes dias encontrei uma pessoa amiga que tem passado por diversas provações difíceis de perceber, porque só quem as vive sabe quanto fazem sofrer e como.

A forma como entrega o seu sofrimento nas mãos de Deus tem-lhe permitido ver para lá da vida. Ao pedir ajuda constantemente a Deus para descobrir a Luz que d’Ele vem, consegue descobrir nas pequenas coisas da vida o seu sentido e a felicidade naquilo que consegue realizar e transmitir aos que a rodeiam. Tem a consciência plena de que é o Espírito que trabalha insessantemente no seu coração e que lhe dá a força para se levantar no meio da angústia que a assola constantemente.

É assim que consegue descobrir Deus em tudo o que faz e nos outros, apesar de, por vezes, esses outros não perceberem nada de nada no que diz respeito ao real valor da vida, fundado em Deus.

Se falasse em confiar plenamente em Deus a certas pessoas, tem a sensação de que não seria compreendida. Contudo, mesmo sem falar, transmite qualquer coisa que leva as outras pessoas a sentir que dela nunca virá o mal, mas apenas a compreensão e força interior.

Muitos não chegam a perceber isso, mas quem está atento só pode concluir que a sua força vem de Deus e da sua ligação constante e forte a Ele.

A oração obriga-a a confrontar-se com os receios, as angústias que a assolam, mas permite-lhe descobrir que os seus dons naturais são uma dádiva, que lhe mostram quanto vale neste mundo.

Será alguém que deixará marcas seguras sobretudo naqueles que a conhecerem realmente.

Nesta amiga descobri bem claro o sentido do livro de Job. Confiar incondicionalmente em Deus far-nos-á entender que o que de ‘mal’ nos acontece não nos retira a Sua presença.

Pelo contrário, é Ele que nos dá a força, que por vezes nem imaginamos que temos, para ver para lá das lágrimas que nos toldam a vista interior.

%d bloggers like this: