fbpx

A fé e a vida

Senhor Padre, sou cristã, mas estou desanimada e revoltada com Deus. A Igreja e nós cristãos continuamos a ser atacados, difamados e muitas vezes perseguidos barbaramente pela sociedade. E Deus não faz nada? Não nos devia defender como fez nalgumas histórias da Bíblia? E nós cristãos, não nos deveríamos juntar e defender melhor? Não percebo…

Isabel

Cara leitora, somos chamados a ser discípulos de Jesus. Se uma pessoa amiga lhe pedir para ir com ela, é normal que a senhora lhe pergunte: “para onde vais?”. Jesus indicou sempre qual era a meta da Sua viagem: Ele vai a Jerusalém para dar a vida. Por vezes esquecemos que Jesus coloca as bases do reino no amor, no serviço, no dom da vida…

E nós cristãos, como devemos reagir diante dos obstáculos no nosso caminho?

O discípulo não é chamado a lutar contra alguém, não recebeu o encargo de desencadear guerras santas, os cristãos não devem reagir com agressividade, mas somente com amor. Se alguém nos ataca usando a mentira, o engano, a violência… devemos responder com oração e entrega. A arma para vencer o mal é o bem.

A compreensão plena do caminho de Jesus e do caminho que Ele nos desafia a percorrer não se obtém pelas teorias, mas sim pelo compromisso prático, caminhando com ele no serviço, desde a “Galileia até Jerusalém”.

Quem insiste em manter a ideia de um Cristo glorioso sem a cruz nada vai entender de Jesus e nunca chegará a assumir a atitude do verdadeiro discípulo. Quem viver a “entrega de si” (Cf. Mc 8,35), aceitar “ser o último” (Cf. Mc 9,35), “beber o cálice e carregar a sua cruz” (Cf. Mc 10,38) seguirá Jesus no caminho. Nesta certeza de caminhar com Jesus está a fonte da coragem e o princípio da vitória sobre a cruz.

%d bloggers like this: